Tirando o atraso com Hung

05/08/2009 § 1 comentário

1×03 – Strange Friends  or the Truth is, You’re Sexy | 1×04 – The Pickle Jar | 1×05 – Do it, Monkey

Hung tem se tornado uma série boa, mas nada mais do que isso. E é justamente esse o problema. Se a série continuar indo apenas nesse ritmo, os resultados não serão bons. Precisam de algo pra inovar, tornar a série interessante a ponto do público ficar sempre ansioso pelo próximo episódio. Claro, este pode não ter sido o objetivo inicial de tal realização, mas fazer um programa sem algo que prenda o telespectador, é um tremendo tiro no pé. E digo isso tentando mudar o percurso da série, pois Hung está indo direto por este caminho.

Decidi comentar todos os três episódios juntos, pois não tenho muito o que falar da série. No terceiro episódio, tudo estava bem, o mesmo de sempre. Lenore continua sendo uma das minhas preferidas, mesmo não sendo do elenco fixo. As atuações continuam se mantendo no ponto, sem nada a reclamar. Mas dava muito bem pra dar um bom produto para os atores entrarem na disputa dos grandes (aka Emmy, Globo de Ouro). Todos ali tem potencial.

Chegamos então ao quarto episódio, e finalmente tivemos uma história mais decente, que conseguiu mostrar coisas além do cara destruído que decide se “prostituir”. Foi legal ver a relação do Ray com os filhos, e toda aquela briguinha com o ex-namorada da Darby. Senti um interessa maior do Damon em querer tirar satisfações. Ou aquilo é só ciúmes de irmãos mesmo!? Antes desse episódio, achava ambos os gêmeos muito fora de sintonia, mas até que eles subiram no meu conceito. Mas o melhor mesmo foi a senhora gordinha que contrata os serviços de Ray. Interessante, engraçado e tocante. Nem sempre Ray irá encontrar mulheres lindas, peitudas e gostosas. Este foi o único episódio que se assemelhou a qualidade do piloto.

E então que vi o quinto, e novamente caí no gosto. O episódio mais fraquinho até agora, com uma história que poderia ser  muito mais aproveitada. A garota que queria um homem apaixonado. Ok, mas chegava a ser chato ver o Ray ter que repetir o encontro toda hora. Mas isso não foi nem o pior. Era estranho ver a total desconexão entre os personagens. A morte da cachorra me deixou desconfortável. Não tinha nada com nada ali. A não ser o fato do marido de Jessica estar começando a ruir. Mas não era necessário tudo isso. E sinceramente acho chato essa história paralela. Espero que tudo se ligue logo.

Se a intenção for ter uma mulher por semana, a coisa pode até dar certo. Teríamos mais diversidade, e mais chance de explorar os desafios que Ray pode enfrentar. Agora só estou torcendo para que as histórias andem juntas, e que nestes próximos episódios, a série possa se reerguer, conquistar e fisgar o público, e acima de tudo, mostrar a que veio.

Anúncios

Marcado:

§ Uma Resposta para Tirando o atraso com Hung

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Tirando o atraso com Hung no séries.com.

Meta

%d blogueiros gostam disto: