Episódios em série

08/02/2009 § 5 Comentários

Vamos encerrar os comentários dos episódios desta semana,  falando do bizarro/emocionante de Smallville, do atrasado (pra mim) de Tara, e mais um desta “louca” terceira temporada de Skins. Go !

Skins (3×03) – Thomas

Não deu pra lembrar como tínhamos episódios tão brilhantes, mas deu pra dar uma alegria, e esperanças, de uma série que por um fio, não teria mais volta.

Neste episódio, conhecemos o novo morador de Bristol, Thomas, um garoto que veio sozinho da África. Com ele, pudemos ter pelo menos uma pitada de drama, coisa que ainda não havíamos visto nesta temporada. Ele vai morar em um apartamento, que por coincidência, é daquele bandido do episódio anterior.

Em meio a isso, o rapaz conhece Pandora, e ficam amigos. E é com a ajuda dela, e dos seus amigos, que ele consegue vender drogas em uma festa. Só que, novamente por uma íncrivel coincidência, a festa também era do bandido (putz). Ele descobre, vai atrás do Thomas, e aí rola um desafio. Se você pensou em uma briga, ou em um pega, ou em qualquer coisa parecida, se enganou. O desafio era quem conseguisse comer mais…pimentas (?!). Ok, né.

Novamente por coinciência, a mãe de Thomas tinha um pé dessa pimenta plantada em casa, então  ele vence o desafio, e fica livre do bandido. Eles vão comemorar no seu apartamento, e a mãe e os irmãos dele, aparecem de surpresa, flarando todos bebendo, se drogando, Effy e Cook se agarrando, e Pandora sem sutiã.

Gostei mais da Pandora (vai me dizer que depois do “Uau” os roteiristas não querem que ela seja a nova Cassie), do casal formado por ela e Thomas, do drama que o garoto parece ter para desenvolver, e claro, gostei da revelação de que a Emily era a lésbica (Ohhhh). Falando nisso, o diálogo que marcou o episódio, e a série :

Thomas : “Qual é você?”

Emily : “A gay. Quero dizer. Emily”

Nota do Episódio : 8,5

*

United States of Tara (1×03) – Work

Este episódio veio pra concretizar que estou adorando Tara. Não vou me precipitar, e dizer que é perfeito, a melhor estréia, e blá blá blá, simplesmente porque não é. Mas são 20 e tantos minutos de puro relax, drama leve, e histórias interessantes.

Depois da apresentação de todos os personagens, este foi o episódio da própria Tara. Tivemos apenas uma personalidade ativa, e em poucos minutos. Aqui conhecemos um pouco do trabalho da Tara, e como ela é de verdade. Foi interessante ver, que no fundo, ela sente ciúmes de T. e Alice.

Mas se vivêssemos só de Tara, seria um tédio. Então tivemos as histórias dos filhos dela. A filha, agora arranja um novo trabalho. Adorei a cena do gerente contando sobre o World Trade Center. Já o Marshal, vimos que ele pode e deve mesmo ser homossexual, já que ficou bem claro que ele gosta daquele garoto. Sabe, acho que isso pode render, e surpreender.

United States of Tara é puro drama relaxante. E sinceramente, quem não amou aquela cena final do Buck conversando com o Max ?!

Nota do Episódio : 9,0

*

Smallville (8×14) – Requiem

Esse episódio teve ação, emoção, adrenalina, e tudo de bom que Smallville pode nos oferecer. Mas mesmo assim, eu senti um cheiro de bizarrice no ar.

Depois de Oliver comprar ações da Luthorcorp, a empresa é atacada, e todos morrem, menos Oliver. Agora Clark e Lana vão tentar descobrir esse mistério. E particularmente, eu adorei os dois atuando juntos.

No mais, era Lex que estava por trás disso tudo, mas quem realizava os ataques era um louco que construía brinquedos. Esse cara colocou uma bomba no Planeta Diário, e na verdade era uma isca para Clark e Lana. A bomba era feita de kryptonita, e Lana podia absorve-la, mas se ela absorvesse, Clark não poderia mais chegar perto dela. Eles sacrificaram o amor, e ela “sugou” tudo.

Acabou que Oliver matou Lex. Bem, eu não sei mais se Smallville quer fugir dos quadrinhos, então Lex pode até ter morrido mesmo. Aff, estou pirado com isso.

No fim, tivemos uma cena totalmente Clana, mas que realmente foi triste. Putz, Lana indo embora, Clark fazendo um sacríficio e a beijando, e todo o clima de “agora isso é um amor proibido”, foi bem emocionante. Eu ainda acho que Lana volta, mas, tanto faz.

Nota do Episódio : 8,5

Anúncios

Marcado:, ,

§ 5 Respostas para Episódios em série

  • Gabriel, apesar das “bizarrices”, como você diz, também gostei do episódio! E fiquei com um pé atrás depois do “Power”, que merece ser esquecido.
    Minhas suposições são: Lana se vai de vez (bem, talvez ela apareça em algum episódio futuro apenas fazendo uma ponta – isso se der tempo antes de Smallville acabar); Lex volta, porque sem ele não há Superman (ou ele não morreu, ou o DNA dele foi preservado ou alguma maluquice desse gênero). Só não sei se Michael Rosenbaum ainda dará as caras em Smallville, e isso faz muita falta.
    O final do episódio foi muito emocionante! Valeu como despedida da Kristin.

  • Nossa, como você foi generoso com Skins. 😛
    O episódio foi bem medíocre, ainda que tivesse seus bons momentos.

    Tara é a série nova do momento. É o destaque dentre as estréias da temporada e Work foi seu melhor episódio.

    Não assisto Smallville há anos. Tenho amor ao meu cérebro. ^^

    Abração!

  • disfordaniel disse:

    Nossa penso o mesmo sobre o episodio de Skins 😀

  • Batrz disse:

    Oi, eu queria saber se skins ja passa no brasil, se sim aonde?

  • Gabriel disse:

    Beatrz, passa somente na tv paga…
    No canal HBO Plus…Terça, ás 21h00…
    As chances de Skins passar na tv aberta, são digamos, 1 em 30…
    Abraçoss…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Episódios em série no séries.com.

Meta

%d blogueiros gostam disto: