Episódios em série

01/02/2009 § 8 Comentários

Já começei a me atualizar nas séries perdidas. Aos poucos vou vendo, e escrevendo reviews. Mas, como são vários episódios, eu vou dividi-los no “Episódios em série”. Espero concretizar todos as séries neste fim de semana. Mas se preparem, porque eu escrevi um bocado.

* os textos a seguir contem spoilers para quem não viu os episódios.

Lost

Nome dos episódios : Because You Left/The Lie

Temporada/N° do episódio : 5×01/5×02

Exibição EUA : 21 de Janeiro (ABC)

Depois da longa espera, finalmente Lost voltou. Bem, como muitos já sabem, pra mim, voltou mais tarde ainda. Mas a demora, como todos dizem, valeu a pena.

A série mais complicada de se escrever um review, concerteza é Lost. Depois de ver um episódio, eu sempre leio os comentários em outros blogs, e falo com outras pessoas. Bem, aí é que tudo encaixa quase que perfeitamente na minha cabeça. Mas agora, vamos aos episódios.

È tanta coisa, que é difícil explicar. Começamos o episódio em uma espécie de escavação. Pela primeira vez, encontramos o cara dos vídeos da orientação DHARMA em outro “ambiente”. Quando vi Daniel Faraday ali, fiquei muito surpreso. Aquilo pode ser um flashback, como também um flash-foward. È nesta parte, que começamos a ver que a grande questão desta temporada, será o tempo.

Depois dos acontecimentos finais da quarta temporada, ficamos com dois lados : o exterior, e a ilha. Do lado de fora, Ben tem que reunir todos para voltarem a ilha. Jack agora está do lado dele. Encontramos também, os outros que saíram da ilha. Kate agora foge com o filho, pois parece que alguém (diga-se Widmore) pode saber do segredo. Sun é confrontada por Charles, e ela está muito mais fria do que antes. E Sayid vai atrás de Hurley, e eles são atacados, o que acaba deixando Sayid inconsciente.

Já na ilha, descobrimos o que aconteceu depois do Ben ter “movido-a”. Agora, a Ilha (ou eles?!)  está se movendo no tempo constantemente. Foi muito bom ver o avião do irmão do Mr.Eko caindo, e a aparição do Ethan.

Agora, vamos direto para o segundo episódio. Esse foi o grande momento de Jorge Garcia. Eu simplesmente amei a atuação dele. Já considerava ele como um bom ator, mas ele surpreendeu muito.

Aqui, o foco foi em Hurley, obviamente. Depois do Sayid ter sido atacada por um dardo, ele decide ir para sua casa. Ele encontra seu pai, que leva Sayid para Jack. A conversa do Hurley com a sua mãe, foi muito emocionante. Por fim, Ben aparece na casa dele, o que faz ele sair correndo, e se entregar para a polícia. Lembrando, que a Ana Lucia disse a ele : “Não seja preso”.

Destaque para a camisa que ele comprou na lojinha, para a conversa da Sun com a Kate, o garotinho que interpreta o Aaron, e claro, a aparição da Ana Lucia.

Nota dos Episódios : 5×01 – 9,0 5×02 – 9,0

*

Lost

Nome do episódio : Jughead

Temporada/N° do episódio : 5×03

Exibição EUA : 28 de Janeiro (ABC)

Mais um ótimo episódio de Lost. Ok, a série tá seguindo um ritmo único, quero dizer, o nível dos episódios estão sendo os mesmos, mas pelo menos, o nível seguido é muito bom.

Começamos o episódio com uma cena de parto um tanto estranha. A atriz que faz a Pene estava com algum tipo de problema, na hora que foi fazer a cena ?! Achei ela muito ruim. Mas ok, depois disso, as coisas começaram a ficar boas.

Desmond como personagem central, isto já basta. Ele vai atrás da mãe do Daniel, mas não encontra nada. Porém, ficamos sabendo que Widmore tem alguma relação com o Daniel, na verdade, ele financiava as pesquisas do físico. Sobre a mãe dele, boatos correm que seja aquela velhinha que apareceu no final do episódio anterior, junto ao Ben.

Enquanto isso na ilha, o pessoal volta em 1954, onde encontram Richard Alpert e seu grupo. Eles são os “futuros” Outros. Existe uma bomba que pode destruir tudo, e Daniel pretende desarma-la. Mas acabou que no final, a bomba era outra : uma das maiores revelações da série, Charles Widmore estava na ilha. Ele é o carinha da foto (meio) logo acima. E também, tivemos a morte da Charlotte. Bem, pássaros azuis dizem que ela não morreu. E eu espero.

Nota do Episódio : 9,0

*

Skins

Nome do episódio : Everyone

Temporada/N° do episódio : 3×01

Exibição UK : 22 de Janeiro (E4)

Skins voltou. Eba ?! Não, não mesmo. Eu não sei qual a sensação que eu tive vendo este episódio de Skins. Lamentação, ódio, susto, ou medo ?!

Ao longo do tempo, eu cheguei a cogitar em desistir da série. Seriously. Por um exato momento, isso passou pela minha cabeça. Mas aí meu outro EU veio, e lembrou que Skins é (ou era) a minha série teen favorita. Isso é pra você ver o quanto a situação estava drástica.

Alguns personagens, trazem meras lembranças de alguns outros das temporadas passadas. Cook é o Chris, em uma versão MUITO mais imbecil. Pandora, é uma iniciante de Cassie. JJ é o Sid mais extrovertido (o Sid era muito sério). E vagamente, eu enxergo no Freddie, um Tony. Pra mim, Effy e o Freddie são os únicos que me conquistaram. Effy, logicamente, é a melhor personagem da série, e foi legal ver que as características dela, continuaram.

Skins caiu no rídiculo, e apresentou um show de baboseiras. Em algumas ocasiões, aposto que todo mundo riu. Mas em outros, dava pra chorar, de tão rídiculo que foi. O problema acho que foi justamente esse. Skins tentou ser cômica, mas sendo infantil, e esquecendo o drama.

Eu espero e rezo para a série se reerguer (até parece, eu já vi o segundo dã).

Nota do Episódio : 7,5

*

Skins

Nome do episódio : Cook

Temporada/N° do episódio : 3×02

Exibição UK : 29 de Janeiro (E4)

Mais um episódio, e mais um show de horrores. Depois que eu descobri que o episódio seria focado em Cook, ficou até óbvio que o episódio não seria grande coisa, simplesmente porque era focado no personagem mais rídiculo.

Sério, eu não sei nem mais o que falar. Na verdade, a trama não está tão horrível assim o quanto parece. Só que Skins não é isso, e a primeira e segunda temporada, não eram tão bobas assim. Eu sei que a renovação de elenco mudou a série, e pode até ser que eu não deva comparar o agora, com o antes. Mas, isso será uma tarefa bem díficil.

Por enquanto, é só sexo, drogas e bebidas. Cadê a história ?! È só alegria, e Cook bancando o “sou da galera, e quero zuar”. Dois bons momentos, foi a Pandora engolindo as drogas, e o barulho da moto assustando o Cook no final.

Mas eu me pergunto : Effy, o que você está fazendo no meio disso ?

Nota do Episódio : 7,5

*

United States of Tara

Nome do episódio : Pilot

Temporada/N° do episódio : 1×01

Exibição EUA : 18 de Janeiro (Showtime)

Finalmente, a ansiedade em cima de United States of Tara, acabou. Bem, a única coisa que eu posso dizer, é que estou convencido.

Esperava mais, porque eu tinha altas expectativas. Só que que no final do episódio, eu acabei vendo que nada ali era o que eu esperava, mas nem por isso eu fiquei triste. Explicando melhor : A série foi vendida como uma comédia, e eu estava esperando uma comédia, mas não foi isso que foi mostrado.  O que eu vi foi uma dramédia, como muitas outras, mas puxando mais para o lado drama. O estranho é que eu vi muita gente achar ruim, porque não riu. Bem, será que ao longo do episódio nínguem percebeu que aquilo não era uma comédia, e mudou a visão em relação a série ?!

Em um episódio já deu pra ver que Toni Collete promete ser a próxima queridinha do Emmy. Mas não é só ela que mostra pra que veio. O restante do elenco todo manda bem, destacando o ator mirim que faz o Marshal, que tem cara de quem promete.

Adorei a T e o Buck. Mas o melhor da série, é a maneira de como a família lida com essas mudanças da Tara. Um belo roteiro, atuações, tudo muito bem trabalhado. Vejamos o que nos espera.

Nota do Episódio : 8,5

*

United States of Tara

Nome do episódio : Aftermath

Temporada/N° do episódio : 1×02

Exibição EUA : 25 de Janeiro (Showtime)

Se depois desse episódio, alguém ainda assistir USOT pensando em rir, aí já é falta de um susto pra acordar. O primeiro foi melhor que esse, mas aqui foi comprovado que a série definitivamente não é uma comédia. È tipo assim : Você vê Dexter pensando em rir ? Não, mas pelo menos eu já ri (não gargalhada) vendo a série. Isso se aplica a United States of Tara. Trama leve, que não tem o compromisso de fazer nínguem ri, mas se o sorriso vier, é um bom sinal.

Bree Alice foi a única personalidade que vimos neste episódio, e a única que faltava ser apresentada. Ela é uma mulher refinada, clássica, certinha, beem ao estilo da dona de casa desesperada. Não é tão legal quanto a T e o Buck, mas também não é chata. Um episódio morno, mas que concretizou a apresentação das diversas personalidades de Tara.

Nota do Episódio : 8,0

*


Anúncios

Marcado:, ,

§ 8 Respostas para Episódios em série

  • Eiiita legal esse blog ein..falando das series, os episodios..mas fico deprimida por que não passa nos canais abertos as temproadas mais atuais sniff
    legal o blog viu

  • Carlos Junior disse:

    Mto legal esse blog

    varias informaçoes sobre as series

    voltarei

  • Kacau disse:

    Cara nessa horas eu fico tão triste de não ter mais canal a cabo T.T
    Muito legal seu blog fala de várias séries,muito bom para nós que só tem tv aberta…

    http://messnatural.blogspot.com/

  • guh disse:

    Nem lost eu assisto mais, perdi o feeling com a serie ¬¬’

  • Petter disse:

    Skins tá complicado né cara?
    Essa turma nova foi um verdadeiro banho de agua fria em todos nós, que esperavamos ansiosamente uma grande temporada!
    Um saco mesmo.
    Já US of Tara anda bem chatinha, nao vi nada demais nessa serie ainda, nada que me faça querer acompanha-lá fielmente!

  • Tara está indo muito bem e pode ser um hit de sucesso. Tem grandes mentes por tras disso. Agora Skins que se cuide ein. Tá indo mal demais.

  • netiteve disse:

    Skins estou muito atrasado nos episódios, portanto nem vi.

    Lost começou com um episódio muito bom e seguiu com o do Hurley para relaxar do susto dos pulos no tempo. Já o terceiro foi uma bela enrolação, que só foi salvo pelas revelações de Widmore.

    United States of Tara é uma ótima estreia. Embora tenha momentos muito engraçado e mesmo quando não provoca riso a situação ainda é muitas vezes cômicas. Porém, sem dúvida, é um drama. Todas as personalidades de Tara são ótimas; e ela também, a original.

  • Ka disse:

    Realmente valeu a espera, não Gabriel!
    Eu gosto muito dessa interatividade entre os fãs que Lost proporciona. Mas sabe o que ta me intrigando: a origem da bússola. De onde diabos ela surgiu afinal???
    Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Episódios em série no séries.com.

Meta

%d blogueiros gostam disto: